CONTACTE-NOS: 214 146 393geral@clinicacabralbarreto.pt

Clínica Dr. Cabral Barreto

Rejuvenescimento facial

FACE LIFTING e outros tratamentos 

O termo Face lifting, ou ritidectomia cervico-facial, significa excisão de excesso de pele da face e do pescoço. E era literalmente o que era realizado no passado. Entendia-se então que as rugas e flacidez da pele, eram consequência única e simples da ação da gravidade.  Os resultados não satisfaziam os cirurgiões e, muito menos, as pessoas operadas.

Mas lenta e progressivamente, foi-se constatando que existiam outros fatores responsáveis pelo envelhecimento, quiçá, de um modo mais
preponderante. Poderia haver um deslizamento de tecidos, uma perda da elasticidade cutânea e diminuição do volume dos tecidos moles e até dos ossos da face. Esta constatação mudou drasticamente a abordagem a esta situação e implementou outras alternativas que acabaram por resolver situações até graves, duma maneira mais eficaz e ao mesmo tempo, menos agressiva.

Assim em vez de esticar a pele, a preocupação foi de restabelecer o que estava alterado. Em inglês a pergunta era "to pull or to fill".

Em umas áreas, o deslizamento do tecido adiposo era recolocado, noutras, atrofiadas, preenchimento quer materiais sintéticos ou gordura
autóloga. Era mais uma reconstrução procurando rejuvenescer mas não alterando os traços fisionómicos típicos de cada um. As pessoas querem rejuvenescer mas sem modificar as suas feições...

O rejuvenescimento facial é uma das várias opções que a cirurgia estética oferece e à qual recorre um maior número de mulheres quando a camuflarem dos sinais de envelhecimento se torna cada vez mais difícil.

A idade média situa-se por volta dos 50 anos, mas existem casos de mulheres operadas com pouco mais de 30 anos. Tudo depende do grau de envelhecimento, que pode ser mais ou menos precoce. 

O REJUVENESCIMENTO FACIAL

O/a paciente entra na clínica horas antes da cirurgia de ritidectomia e uma hora antes da mesma é premedicado/a com um calmante.
Estará em jejum conforme a anestesia for geral ou local.
Caso não haja contraindicação, a anestesia será local com sedação de preferência. Depois de lavada a cabeça, o cabelo será cortado
apenas nos locais das incisões e de modo a que no pós-operatório seja possível a cobrir as incisões realizadas.
Procede-se então à desinfeção de toda a cabeça e depois de aplicados os campos operatórios inicia-se a anestesia local apenas numa das
hemifaces.
Incisada a pele esta é descolada apenas o necessário para se poder reposicionar os tecidos profundos que por ação do processo de
envelhecimento se deslocaram inferiormente.

O tecido adiposo é recolocado mais acima avolumando as regiões malares. É atualmente o passo mais importante desta operação ao contrário do antigamente em que a preocupação era repuxar a pele para trás e para cima, aplanando todos os relevos e depressões próprias da face.
A pele é então assente, alisando-a mas sem tensão ou estiramentos. Nos casos extremos de flacidez cutânea, a incisão preauricular contorna a patilha e só mais à frente mas ainda dentro do couro cabeludo é que sobe até à região frontal. Deste modo evita-se que desapareça todo o cabelo existente à frente da orelha como era típico das operações do passado.
Após idêntico procedimento no lado oposto é aplicado um penso almofadado e ligeiramente compressivo. 

O/a paciente permanecerá na clínica até ao dia seguinte, altura em que terá alta após retirar o penso e lavada a cabeça. No domicílio deverá estar resguardado, evitar esforços físicos mantendo sempre que possível a cabeça elevada. Ao quinto dia voltará à clínica onde serão retirados a maior parte dos pontos de sutura. Equimoses e edemas residuais desaparecerão passados oito a dez dias. Devem ser evitadas todo o tipo de massagem inclusive as drenagens linfáticas.
Apenas são aconselhadas manobras de Jacquet que são compressões das zonas operadas contra os planos profundos MAS SEM DESLIZAMENTO da pele. O resultado final começa a ser apreciado após as três semanas. É de alertar para uma fase depressiva comum no pós-operatório imediato para cuja explicação existem vários fatores. Desconforto e desfiguramento pelos edemas e equimoses, sentimento de culpa, falta de apoio dos familiares mais chegados e expectativas irrealistas quanto ao resultado.